Lula diz que há consciência sobre gravidade do problema das mudanças climáticas

BRASÍLIA - Ao comentar as discussões sobre questões climáticas na última reunião do G8, na semana passada, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou nesta segunda-feira (13) que há ¿uma consciência coletiva de que o problema é grave¿. Para Lula, houve avanço no tema, uma vez que os países desenvolvidos ¿estão dispostos a discutir pontos que antes não discutiam¿.

Agência Brasil |

No programa semanal Café com o Presidente, ele destacou a importância de a Organização das Nações Unidas (ONU) elaborar um relatório que responsabilize cada país pela quantidade de emissão de gases de efeito estufa, por exemplo. Lula criticou ainda a criação de fundos para valorizar o sequestro de carbono.

Os países ricos, que têm dinheiro, vão pagar para os países pobres plantarem mais florestas para fazer sequestro de carbono, enquanto eles vão continuar poluindo. Esse acordo tem que ser de dupla mão, disse.

De acordo com o presidente, o tema chegou a ser discutido durante a reunião, mas não houve conclusão por conta de divergências entre países membros do G5 e do G8.

Leia também:

Leia mais sobre: Café com o Presidente


    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG