Lula diz que fará o possível e o impossível para aliviar dor em SC

BRASÍLIA - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou hoje que fará o possível e o impossível para recuperar Santa Catarina e para minimizar o sofrimento das vítimas da chuva que atinge a região. Ele lamentou que a chuva ainda não tenha dado trégua e reconheceu que é impossível trabalhar enquanto as águas não baixarem.

Valor Online |

" Não poderemos recuperar as estradas e reconstruir as casas enquanto permanecer a chuva e enquanto a cidade estiver cheia de água. Vamos ter que esperar a água baixar para que a gente comece a colocar o estado numa situação de normalidade", disse.

Em seu programa semanal Café com o Presidente, Lula lembrou a liberação de R$ 1,6 bilhão pelo governo federal e de R$ 1,5 bilhão para financiamentos pela Caixa Econômica Federal (CEF). De acordo com o presidente, o Banco do Brasil (BB) também vai apresentar uma política especial para agricultores e pequenos empresários atingidos pela tragédia.

Segundo ele, outra medida que o governo considera é a liberação do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) às vítimas das enchentes e dos deslizamentos. Lula informou também que o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) Lula, já trabalha no sentido de auxiliar os empresários prejudicados pela chuva.

"Para fazer um levantamento minucioso das pequenas e das micro empresas que tiveram problemas, para que a gente também possa ajudar a reativar a economia além da ajuda que nós temos que dar às pessoas. Só pedimos a Deus para a chuva parar logo, para a gente começar a reconstruir o estado."
Lula parabenizou a atuação das Forças Armadas e da Defesa Civil de Santa Catarina no resgate de sobreviventes e no atendimento às vítimas. Até o momento, 114 mortes já foram confirmadas, a maioria, por soterramento.

(Agência Brasil)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG