Lula diz que é pobreza debater sobre caso Lina e Dilma

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse hoje que é uma pobreza muito grande estar em debate no País a discussão em torno da existência ou não do encontro entre a ex-secretária da Receita Federal Lina Vieira e a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff. Lina disse que foi ao encontro da ministra, que lhe pediu pressa nas investigações da Receita sobre empresas da família do presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP).

Agência Estado |

Dilma nega que tenha havido esse encontro. "A Dilma já disse que não se encontrou. Eu não sei da vida das duas e não tenho propensão para mexeriqueiro", ressaltou o presidente, para quem o Brasil tem coisas mais importantes para discutir.

Lula disse que Lina prestou um grande serviço quando chefiou a Receita Federal, mas disse que quem perde com essa discussão é o Brasil. "É só pegar as duas agendas e ver o que aconteceu", disse o presidente Lula, ao ser perguntado se uma acareação resolveria esse impasse. "Seria tão mais simples e fácil que a secretária (Lina) mostrasse a agenda em que ela se encontrou com a Dilma", acrescentou. "Toda vez que se tenta fazer um carnaval em coisas que não dão samba, se fica desacreditado. Qual a razão para a secretária não mostrar a agenda?", questionou Lula, depois do encontro com o presidente do México, Felipe Calderón.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG