Lula diz não acreditar que Dilma tenha falado com Lina

QUITO - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse nesta segunda-feira, na Base Aérea de Quito, que considera uma fantasia a declaração da ex-secretária da Receita Federal Lina Maria Vieira de que teria recebido um pedido da ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, no final do ano passado, para agilizar a fiscalização do filho do (presidente do Senado, José) Sarney.

Agência Estado |

Em entrevista ao jornal "Folha de S. Paulo", Lina afirmou que considerou a solicitação como um recado para "encerrar" as investigações do Fisco sobre empresas geridas por Fernando Sarney.

"Eu não acredito. Duvido que a Dilma tenha conversado com a Lina sobre qualquer assunto como esse", afirmou Lula à imprensa, depois de ter participado da 3ª Reunião de Cúpula da União das Nações Sul-americanas (Unasul).

"Quem construiu essa fantasia, essa história, em algum momento vai ter de dizer que foi um ledo engano. Pode escrever uma matéria assim embaixo: 'erramos'", completou o presidente.

Lula informou que não havia conversado com a ministra nos últimos dois dias, mas insistiu que "não faz parte da personalidade" dela agir dessa maneira.

"Duvido que a Dilma tenha mandado recado ou conversado com qualquer pessoa a esse respeito. Não faz parte da formação política da Dilma", disse.

Leia mais sobre: Lula

    Leia tudo sobre: dilmadilma rousseflulasarney

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG