O presidente Luiz Inácio Lula da Silva mostrou-se indignado com o vazamento do levantamento detalhando despesas do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e outras autoridades do governo anterior. A elaboração do suposto dossiê é atribuída à Casa Civil, pasta comandada pela ministra Dilma Rousseff.

"Não posso permitir, em sã consciência, que uma pessoa com a história da Dilma, que trabalha como a Dilma, que faz tanto para o Brasil, como a Dilma, seja vítima de uma leviandade clandestina", afirmou o presidente, ao final de almoço com presidente da Eslovênia, Danilo Turk.

Questionado sobre como o documento poderia ser clandestino se as informações são do Planalto, Lula afirmou que "se (quem vazou a informação) tivesse caráter, não seria clandestino". Questionado também se o Planalto está investigando quem vazou as informações, Lula respondeu que "quem recebeu sabe quem foi". O presidente confirmou que o autor do vazamento será punido se for descoberto. Reportagem publicada na semana passada atribuiu à secretária-executiva da Casa Civil, Erenice Guerra, a ordem para realizar o levantamento.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.