O presidente Luiz Inácio Lula da Silva criticou hoje uma notícia, no mínimo curiosa, publicada pela imprensa local de Rondônia. Segundo a edição de hoje do jornal Folha de Rondônia , o presidente teria um irmão no Estado que teria morrido sem que ele conhecesse.

Em discurso feito durante sua visita a um curso profissionalizante, em Porto Velho, Lula tomou a iniciativa de desmentir a reportagem. "Não era meu irmão. Foi uma irresponsabilidade. Acharam isso só porque ele tinha Inácio no nome. Nem meu pai nem minha mãe jamais vieram a Rondônia", afirmou.

A uma plateia de trabalhadores que estão sendo formados pelo curso, o presidente usou uma nova técnica para lidar com o público. Ele leu textos produzidos por jornalistas que trabalham para a presidência da República, que estiveram antes na cidade, levantando perfis das pessoas que vão trabalhar na obra. Assim, Lula chamou nominalmente três trabalhadores, que se levantaram para ouvi-lo. O presidente contou a história de cada um deles e deu a eles conselhos.

Algumas das pessoas citadas eram beneficiárias do programa Bolsa-Família antes de conseguir o emprego na obra da usina hidrelétrica de Santo Antonio, no Rio Madeira. Lula deu exemplo de uma mulher que estuda e trabalha e disse: "E ainda dizem que o Bolsa-Família deixa as pessoas preguiçosas".

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.