O presidente Luiz Inácio Lula da Silva defendeu neste domingo a visita de Mahmoud Ahmadinejad ao Brasil, logo depois de votar na eleição que vai definir o novo presidente do PT, na sede nacional do partido, em Brasília. Lula disse estar feliz por receber, em um espaço de 15 dias, três nomes influentes do Oriente Médio: o presidente de Israel, Shimon Peres, o presidente da Autoridade Palestina, Mahmoud Abbas, e agora, Ahmadinejad.

"Isso mostra a diversidade das relações internacionais do Brasil", afirmou Lula. "E com todos eu vou conversar sobre a paz."

Lula disse que o povo e "alguns" governantes do Oriente Médio querem a paz. "O que precisamos detectar agora é quem não quer a paz, a quem interessa que não haja paz no Oriente Médio", afirmou. "Esse alguém que está ganhando com a não existência da paz precisa ser colocado para escanteio", completou. "Com a paz no Oriente Médio, a gente vai ter um mundo muito mais tranquilo, vai deixar de ouvir falar tanto em guerra."

O presidente avaliou que é importante a participação de todos os países membros das Nações Unidas nos debates sobre os conflitos no Oriente Médio. Ele ainda defendeu empenho maior dos Estados Unidos e da União Europeia para acabar com os impasses diplomáticos na região. "É preciso que as grandes potências também tenham uma ação mais positiva, mais construtiva", disse.

Leia mais sobre: Lula

    Leia tudo sobre: lula
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.