Lula defende uso de passagens por mulheres de políticos

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva defendeu nesta sexta-feira o uso de passagens aéreas por mulheres de políticos e disse que o Congresso sempre foi assim. Não vejo onde está o tamanho do crime, afirmou.

Agência Estado |

"O sujeito levar a mulher para Brasília. Se esse fosse o mal do Brasil, o Brasil não tinha mal", disse. Para o presidente, os políticos não devem, no entanto, levar acompanhantes para o exterior. Os comentários foram feitos a respeito do escândalo provocado pela revelação do mau uso, por parte de parlamentares, da cota de passagens aéreas a que tinham direito.

Lula participou da inauguração de um centro de reabilitação e neurociências da Rede Sarah no Rio. Segundo ele, a rede de hospitais, que tem nove unidades, é um "paradigma de saúde pública." Lula aproveitou para criticar o fim da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF), decisão tomada em votação no Senado no fim de 2007, dizendo que foi uma "cretinice ideológica sem precedentes" e que "quando o jogo político é rasteiro, quem perde é o povo".

Leia mais sobre: passagens aéreas

Leia também

    Leia tudo sobre: lulapassagens aéreas

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG