Lula defende que novo governo dê continuidade às obras

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva defendeu hoje que o governo que o suceder seja uma continuação do seu, em uma referência velada à eventual candidatura de sua ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff. O grande problema do Brasil é que um presidente, um governador, um prefeito começava uma obra e depois vinha outro e parava, afirmou Lula após participar de inauguração de obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), no Complexo de Manguinhos, na zona norte do Rio, ao lado de Dilma.

Agência Estado |

Segundo ele, de 1980 a 2000 não foram feitas grandes obras no País, o que teria sido revertido em seu governo. "Começamos um processo de parcerias com os governos estaduais e municipais", disse o presidente, afirmando que, como resultado dessas parcerias, no Brasil há uma grande quantidade de obras em andamento, de pequeno ou grande porte. "Se elas pararem será um retrocesso para o Brasil", disse.

Lula comentava uma afirmação da própria Dilma, feita durante discurso na festa de entrega de chaves de apartamentos e laptops a moradores da região. Ela também defendeu a continuidade. "Vamos ter a continuidade do governo do presidente Lula", disse ela, acrescentando que "temos certeza que não vamos deixar o Brasil voltar atrás".

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG