Lula defende consenso em vez de ingerência na Bolívia

SÃO PAULO (Reuters) - Ao lado do presidente do Peru, Alan Garcia, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva defendeu nesta quinta-feira um modelo de integração para a América Latina que evite a ingerência entre os países do bloco e busque soluções de consenso. Para ele, este é o tratamento que o continente deve dar à crise da Bolívia. A integração do continente latino-americano passa pelo fato de compreendermos a autodeterminação dos povos. Cada país é dono do seu destino e nenhum país pode querer ter ingerência no destino do outro, disse Lula em discurso no encerramento do encontro entre empresários brasileiros e peruanos na sede da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp).

Reuters |

'Passa pelo fato de nós construirmos, como fizemos agora no Chile no caso da Bolívia, definições de consenso onde ninguém ganha, ninguém perde e todos ganham ao mesmo tempo. Construir decisões consensuadas entre nós', completou.

Lula participou na segunda-feira de reunião emergencial da cúpula da União de Nações Sul-Americanas (Unasul), em Santiago, no Chile, ao lado de outros líderes sul-americanos com o objetivo de discutir soluções para a crise boliviana.

O presidente brasileiro afirmou que os países da América Latina perderam muito tempo imaginando que as soluções para seus problemas estavam 'do outro lado do Atlântico', mas considera que a união veio 'na hora certa'.

'Chegou um momento em que nós descobrimos que, apesar de querermos ter relações extraordinárias com nossos irmãos mais ricos, que o importante é que nós descobríssemos as similaridades entre nós. E nós descobrimos e descobrimos na hora certa', declarou.

Alan Garcia depositou no Brasil a esperança pela liderança da integração. 'O Brasil é o impulso da união latino-americana', afirmou. 'Presidente Lula, levante a bandeira da integração que nós o seguiremos.'

O presidente peruano afirmou na sede da Fiesp que o Brasil tem potencial para igualar ou superar a China como investidor estrangeiro na nação andina.

(Reportagem de Carmen Munari)

    Leia tudo sobre: bolíviabrasil

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG