O Presidente Luiz Inácio Lula da Silva criticou hoje, durante comício que marcou sua primeira participação na campanha da candidata do PT à Prefeitura de São Paulo, Marta Suplicy, em São Miguel Paulista, na zona leste da capital, a utilização de sua imagem por candidatos de partidos de oposição. Sou Presidente de todos, mas numa campanha política só tenho um lado, que é o lado da Marta aqui em São Paulo, declarou.

Antes do comício, Lula participou de carreata em carro aberto por cerca de dois quilômetros das ruas do bairro, na zona leste da capital, acompanhado da candidata petista, dos senadores Eduardo Suplicy e Aloísio Mercadante, dos deputados federais Luíza Erundina, Aldo Rebelo e do presidente da Câmara, Arlindo Chinaglia.

Ao discursar para cerca de quatro mil pessoas, segundo a Polícia Militar, Lula ressaltou a força da mulher e disse que Marta foi vítima de preconceito quando prefeita de São Paulo, assim como Erundina quando esteve à frente da Prefeitura da capital. Segundo o Presidente, os quatro anos em que Marta ficou fora da Prefeitura foram importantes para a candidata ganhar sobriedade para o próximo mandato. Lula confirmou a "parceria" com o governo federal que a candidata petista vem destacando em sua campanha, dizendo que vai haver maior afinidade entre a Presidência da República e a cidade de São Paulo se Marta Suplicy for eleita. Lula disse ainda que espera que o programa Farmácia Popular - que vende remédios mais baratos para a população de baixa renda - seja levado para todos os bairros da cidade se Marta for eleita prefeita da capital. No comício, Lula anunciou que irá assinar decreto na próxima semana estabelecendo a realização de exames oftalmológicos, dentários e de clínica geral em crianças nas escolas públicas de todo o País.

No comício, Marta Suplicy ressaltou a importância dos CEUs e lembrou que o primeiro inaugurado em seu mandato como prefeita foi na zona leste e teve presença de Lula. Além disso, Marta destacou que foi o governo de Lula que incluiu 51% da população na classe média. A candidata também fez críticas ao sistema de transportes da capital e disse que terá a parceria do Presidente Lula para ampliar o metrô e estender a malha da zona leste.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.