O presidente Luiz Inácio Lula da Silva, ao discursar para trabalhadores no canteiro das obras de transposição do Rio São Francisco, em Sertânia, interior de Pernambuco, comparou o empreendimento ao do ex-presidente americano Franklin Roosevelt e rebateu as críticas de ambientalistas contra o projeto, afirmando que ele se destina a beneficiar o ser humano, e o ser humano é o principal animal do mundo. Eu não quero que a gente mate um passarinho, um calango, ou uma cobra, mas não posso deixar o povo pobre passar fome.

O principal animal do mundo é o ser humano", afirmou, de improviso.

Ele comparou a transposição do São Francisco ao projeto implantado no Vale do Rio Tennessee, em 1933, nos Estados Unidos, pelo então presidente Franklin Roosevelt. "Esta obra (a transposição do São Francisco), que é uma das maiores obras que estão sendo feitas no mundo, só é igual à que o presidente Roosevelt fez no Vale do Tennessee, que transformou aquela região em uma região produtora."

Lula se referia à iniciativa tomada em 1933 por Roosevelt, que criou a Tennessee Valley Authority (TVA) e deu início ao conjunto de programas e ações - o projeto chamado "New Deal" - que acabaram ajudando a tirar os Estados Unidos da depressão econômica iniciada em 1929.

Lula disse que projetos como o da transposição do São Francisco estão aumentando a oferta de emprego na região nordeste. "As pessoas estavam habituadas a ver os pobres do Nordeste irem para São Paulo procurar emprego na construção civil. Agora, quem trabalha na construção civil não precisa ir para São Paulo."

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.