Tamanho do texto

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva cobrou hoje dos ministros da área social, em reunião que durou mais de quatro horas, a execução dos programas sociais incluídos no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e afirmou que não pretende criar nenhum novo projeto até o fim do mandato, em 2010. Na reunião, Lula reclamou, mais uma vez, da falta dos recursos da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF) - rejeitada pelo Senado em dezembro - e prometeu criar um comitê gestor para os planos da área social.

"Alguém terá de trabalhar mais sem ganhar mais", disse, segundo relato de participantes do encontro. No total, 17 pessoas, entre ministros e representantes de ministérios participaram da audiência. Ao cobrar a execução das propostas, ele advertiu os ministros para que "não venham com idéias novas". Lula destacou ser "mais importante" cumprir as promessas feitas até aqui. O presidente voltou a assegurar que entregará ao sucessor um relatório sobre todos os programas realizados. "Se possível, vou registrar em cartório", havia prometido Lula, recentemente. "Quero sair com atestado de ISO 15.000", disse.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.