Lula cobra de aliados aprovação da reforma tributária

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva recebeu no fim da tarde de hoje, no Palácio do Planalto, os líderes da base aliada na Câmara e cobrou deles empenho para aprovar ainda neste ano o projeto de reforma tributária. O presidente ressaltou que a reforma é importante para a economia do País, relatou o líder do governo na Câmara, deputado Henrique Fontana (RS).

Agência Estado |

No encontro, Lula orientou os parlamentares a convencerem as bancadas dos partidos aliados de que a reforma não trará prejuízos para os Estados.

Fontana deixou claro que essa estratégia servirá para o governo neutralizar as críticas que faz à reforma o governador de São Paulo, José Serra, do PSDB: "As críticas, na verdade, são de um único governador, o de São Paulo. Vamos tentar negociar. Não há perda de receita para os Estados. O Fundo de Estabilização de Receita, previsto na reforma, dá garantias de que não haverá perdas", afirmou.

O líder do governo na Câmara acrescentou que representantes do setor produtivo apóiam a proposta de reforma. "O setor produtivo terá uma desoneração na veia. O ritmo de investimentos pode crescer 10% só com a nova estrutura tributária", previu.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG