Em visita a São Leopoldo, no Rio Grande do Sul, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva voltou a cobrar uma transparência maior na publicidade dos governos estaduais. Ele deu a entender que há governadores que apresentam obras como suas, sem o devido reconhecimento ao governo federal.

"Se o governo federal coloca dez reais, o povo também tem que saber", disse o presidente, ao lado da ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff.

Durante o discurso para cerca de três mil pessoas que acompanharam a inauguração da estação de tratamento de esgoto Feitoria, Lula lembrou que a ministra, que é pré-candidata do PT à Presidência da República, se afastará do governo em abril porque terá "outras tarefas para fazer".

"Eu vou continuar viajando o País", anunciou, justificando as constantes viagens que tanto ele quanto a ministra têm feito pelo Brasil. Segundo Lula, sua presença nos Estados é necessária tanto para acompanhar a evolução das obras, quanto para mostrar que o governo federal também participa delas.

Durante o discurso de 20 minutos, Lula também fez elogios a atuação da virtual candidata do PT à sucessão, como ministra tocadora de obras, e também ao candidato do PT ao Rio Grande do Sul, Tarso Genro, pelos programas que iniciou quando era ministro da educação.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.