O presidente do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva, chegou hoje à zona cocaleira na região oriental da Bolívia para um encontro com seu colega Evo Morales, com objetivo de formalizar um empréstimo de US$ 332 milhões (quase de R$ 650 milhões) ao país vizinho para a construção de uma estrada. O avião do presidente brasileiro aterrissou em um pequeno aeroporto próximo a Villa Tunari.

Em um carro conversível, Lula e Morales percorreram os quase 10 km até o pequeno vilarejo. Milhares de cultivadores e coca e agricultores da região saudaram a passagem dos dois líderes.

Eles se reuniram em um estádio local da região que projetou Morales para a política. Cerca de 30 mil cocaleiros assistiram a cerimônia, dos quais dois mil eram "policiais sindicais", que reforçaram o efetivo policial e militar da segurança dos dois presidentes. Lula e Morales quebraram uma vasilha de barro contendo farinha de milho em uma pedra, como sinal de início das obras. Pouco antes dos discursos, conjuntos folclóricos bolivianos interpretaram música brasileira.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.