Lula avalia indicação ao STF; Toffoli é nome forte

BRASÍLIA/SÃO PAULO (Reuters) - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse nesta quarta-feira que ainda não definiu o nome que indicará ao Supremo Tribunal Federal para a vaga do ministro Carlos Alberto Menezes Direito, morto na semana passada. A indicação de quem quer que seja para a Suprema Corte ou para o Tribunal de Contas, quando eu decidir, eu terei o maior prazer em fazer um comunicado oficial à imprensa de que já escolhi as pessoas e estou mandando ao Congresso Nacional, disse Lula a jornalistas.

Reuters |

O presidente afirmou ainda que está "pensando" no nome.

Nos bastidores do Planalto, no entanto, é dado como certo que o escolhido de Lula é o atual advogado-geral da União, José Antônio Dias Toffoli. Ele esteve com Lula nesta manhã, depois de ter conversado com o presidente na véspera, mas deixou o encontro sem informar o teor da conversa.

Na entrevista, Lula disse ainda que não existe disputa para o cargo e nem prazo para a designação.

Esta será a oitava indicação de Lula para uma vaga no Supremo. As anteriores foram dos ministros Antonio Cezar Peluso, Carlos Ayres Britto, Cármen Lúcia Rocha, Ricardo Lewandowski, Eros Grau e Joaquim Barbosa, além de Direito.

Toffoli, de 41 anos, está na AGU desde março de 2007. Antes, foi subchefe da Casa Civil para assuntos jurídicos na época em que José Dirceu comandava a pasta.

Especialista em legislação eleitoral, foi assessor da liderança do PT na Câmara e advogado do partido em campanhas do presidente Lula em 1998, 2002 e 2006.

(Reportagem de Carmen Munari e Ana Paula Paiva)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG