Lula assina declaração para reforçar laço com Guatemala

Os presidentes do Brasil e da Guatemala assinaram ontem à noite, na Cidade de Guatemala, declaração conjunta com 28 pontos. O presidente guatemalteco, Álvaro Colom, expressou condolências ao governo brasileiro pelo acidente aéreo com o avião da Air France, desaparecido desde domingo.

Agência Estado |

E o presidente Luiz Inácio Lula da Silva manifestou apoio ao governo de Álvaro Colom, ante as acusações de que o presidente guatemalteco teria sido responsável pela morte do advogado Rodrigo Rosenberg.

Assassinado a tiros, o advogado gravou, quatro dias antes de ser morto, um vídeo no qual acusa Colom de ser o responsável por sua morte. No comunicado conjunto, Lula expressou a sua confiança de que prevaleça a governabilidade e a harmonia naquele país.

Ainda na declaração conjunta, o presidente da Guatemala reiterou convite para que empresas brasileiras participem das novas licitações de áreas de exploração e comercialização de petróleo e gás na terra e no mar, e o interesse em que empresas brasileiras participem, com o apoio do governo do Brasil dos projetos hidrelétricos no País, incluindo a possibilidade de financiamento.

Lula destacou, na declaração conjunta, o grande atrativo da Guatemala como aliado comercial e estratégico da região e o presidente Colom ressaltou seu desejo de trabalhar conjuntamente com o Brasil para fortalecer os laços comerciais em benefício de ambos os países.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG