Lula: América do Sul unida mexe com tabuleiro do poder mundial

BRASÍLIA (Reuters) - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou nessa sexta-feira que a América do Sul ganha estatura de ator global com a criação da Unasul e um novo papel geopolítico. Uma América do Sul unida mexerá com o tabuleiro de poder no mundo, disse Lula no discurso de abertura da reunião de cúpula da União das Nações Sul-Americanas (Unasul), que consolidará os estatutos da entidade.

Reuters |

Lula defendeu que a Unasul seja construída como parte dos projetos de desenvolvimento de cada país, mas em benefício de todos.

'Nossa América do Sul não será mais um mero conceito geográfico. A partir de hoje é uma realidade política, econômica e social, com funcionalidade própria', afirmou.

Responsável pela abertura da cúpula, pelo papel de anfitrião, Lula disse que os olhos do mundo se voltarão para a América do Sul pela falta de alimentos e que o continente saberá responder sem abrir mão de sua soberania.

Lula disse que quando a escassez de alimentos ameaça a paz social em várias partes do mundo, muitos vêm buscar propostas 'em nossa região'.

'Temos consciência de nossas responsabilidade globais, mas não abrimos mão de exercê-las de forma totalmente soberana', disse Lula.

'Não nos deixaremos iludir pelos argumentos daqueles que por interesses protecionistas, por motivação geopolítica, se sentem incomodados com o crescimento da nossa indústria, da nossa agricultura, com a realização de nosso potencial energético', acrescentou.

O presidente brasileiro defendeu a criação do Conselho Sul-Americano de Defesa, e propôs reunião no Brasil no segundo semestre, para discutir o funcionamento dessa nova instância.

(Reportagem de Isabel Versiani)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG