Lula ameaça vetar projeto que não traz fontes de recurso

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva faria um alerta hoje na reunião do Conselho Político do governo, segundo fontes: se não forem apresentadas fontes de recursos para financiar três projetos já aprovados no Senado, ele não terá dúvidas em vetar. Segundo a fonte, o presidente não vai apresentar alternativa ao Congresso para tentar acomodar os projetos que regulamentam os recursos para a Saúde definidos pela Emenda Constitucional 29, um que acaba com o Fator Previdenciário e outro que vincula o reajustes dos benefícios da Previdência ao salário mínimo.

Agência Estado |

Conforme a fonte, Lula entende que se o Congresso derrubou a cobrança da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF), então que encontre os recursos suficientes para a área da saúde. "O presidente não vai aceitar medidas que possam colocar em risco a estabilidade econômica criando problemas para o caixa do tesouro", disse um assessor.

Lula já deixou claro também que não pretende apresentar uma proposta de criação de tributo alternativo à CPMF. A tese do presidente é a de que se o Congresso propuser um novo imposto, cabe aos parlamentares encontrarem o quórum necessário para aprovar a proposta. Da reunião, participavam ainda os ministros da Previdência, Luiz Marinho; da Saúde, José Gomes Temporão; do Planejamento, Paulo Bernardo; da Fazenda, Guido Mantega; e das Relações Institucionais, José Múcio Monteiro; e os líderes do governo no Congresso, Roseana Sarney (PMDB-MA), e na Câmara, Henrique Fontana (PT-RS), e no Senado Romero Jucá (PMDB-RR).

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG