Lucro da Vale cai pela metade em 2009, para R$10,2 bi

Por Denise Luna RIO DE JANEIRO (Reuters) - O lucro líquido da Vale em 2009 foi fortemente afetado pela crise global e caiu pela metade, passando de 21,3 bilhões de reais em 2008 para 10,2 bilhões de reais no ano passado, informou a empresa nesta quarta-feira. O lucro no último trimestre de 2009, por sua vez, caiu 7,8 por cento na comparação com o mesmo período do ano anterior, para 2,63 bilhões de reais.

Reuters |

Segundo a companhia, o quarto trimestre --diferentemente dos trimestres anteriores, quando houve queda na demanda-- foi marcado pela oferta insuficiente, que levou a redução nas vendas.

"Além da redução no lucro operacional, o decréscimo do resultado financeiro líquido, da ordem de 659 milhões de reais, contribuiu para diminuir o lucro líquido do 4T09", informou a empresa.

A produção de minério da Vale nos últimos três meses de 2009 ficou praticamente estável em relação há um ano, auge da crise, com 63,443 milhões de toneladas. No ano, a empresa produziu 237,9 milhões de toneladas, contra 301,7 milhões de toneladas em 2008.

O Ebitda (lucro antes de impostos, juros, amortizações e depreciações) no quarto trimestre foi de 3,7 bilhões de reais, contra 6,55 bilhões de reais há um ano.

"Esperamos que o crescimento da produção industrial global continue sólido nos próximos trimestres, refletindo o cenário de forte demanda final e queda de estoques, continuando desse modo a pressionar a demanda por minérios e metais", afirmou a companhia em um comunicado nesta quarta-feira.

Pelas regras contábeis norte-americanas, a Vale teve lucro líquido de 1,519 bilhão de dólares, em linha com pesquisa feita pela Reuters que apontou na média de seis analistas lucro de 1,591 bilhão de dólares.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG