Longo caminho até as baleias jubartes

Longo caminho até as baleias jubartes Por Mônica Aquino Ilha Carlos III (Chile) , (AE) - Juan Capella saca seu binóculo no alto de um mirante na Ilha Carlos III. Nevada, fêmea, 4 anos, dispara em poucos segundos, identificando a jubarte, enquanto boa parte dos observadores ainda nem conseguiu localizar o mamífero nas águas.

Agência Estado |

O biólogo passa seis meses por ano no Chile e os outros seis na Colômbia. Um vaivém que cumpre há vários anos, com breves paradas em Santiago para visitar a família. Há 12, Capella faz parte de um projeto de pesquisa sobre os hábitos das baleias jubartes. O verão no Hemisfério Sul é o momento de se isolar na ilhota chilena, à qual só se chega depois de uma hora de carro e outras 11 de navegação, dependendo da intensidade do vento.

Na Ilha Carlos III, os visitantes ficam hospedados no acampamento da empresa Whalesound, responsável pelo estudo das baleias. O lugar foi projetado para não interferir no meio ambiente. O que significa esquecer temporariamente confortos da vida urbana. Dorme-se em oito barracas-iglus com calefação a gás, que precisa ser desligada durante a noite. Não há energia elétrica nem água quente. Os iglus e o barracão central, onde são feitas as refeições ao lado da lareira, são interligados por passarelas de madeira.

Há programas turísticos na ilha com duração de um a quatro dias. Com pouco tempo disponível, pode-se pegar um helicóptero em Punta Arenas pela manhã e voltar no fim da tarde. Observar baleias e glaciares exige disposição para dormir lá.

Dois dias - Se você estiver disposto a curtir cada momento, a viagem até a Ilha Carlos III já é uma atração turística de peso. Que começa no meio da tarde, em Punta Arenas, de carro. Uma hora depois, estamos no ponto onde fica ancorado o barco da empresa Whalesound.

São três horas de navegação até a primeira parada. O Faro San Isidro é o último farol em lugar habitado do continente sul-americano. Nesse ponto foi construída a Hostería San Isidro, com quartos de frente para o Estreito de Magalhães.

A viagem continua na manhã seguinte, de barco. Esse trecho leva oito horas para ser percorrido. Antes de chegar à ilha, os guias apontam o Cabo Froward, último pedaço de terra do continente possível de ser avistado, marcado por uma cruz esburacada para driblar a ventania. Passado o cabo, fica nítida a mudança de lado para o qual as árvores tombam.

Todo esse trajeto ganha novo significado quando você, finalmente, está com um binóculo nas mãos e enxerga a primeira ponta de cauda. Bem diante dos seus olhos, as jubartes se exibem, saltam, soltam seus esguichos - e fazem toda as dificuldades da viagem até a Ilha Carlos III e do acampamento parecerem insignificantes.

Whalesound: o pacote de três dias custa 480 mil pesos chilenos (R$ 1.630). Inclui transporte terrestre e de barco e refeições.

Informações: www.whalesound.com

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG