Longa de José Eduardo Belmonte vence Festival do Rio; repescagem começa hoje

RIO DE JANEIRO ¿ O filme Se Nada Mais Der Certo, de José Eduardo Belmonte (A Concepção, Subterrâneos), venceu o Troféu Redentor de melhor longa-metragem de ficção do Festival do Rio 2008. A premiação foi entregue ontem à noite, durante o encerramento da mostra, na presença do júri composto por Camila Pitanga, Jorge Duran, Lita Stantic e Wieland Speck.

Redação |

Acordo Ortográfico

O documentário "Estrada real da cachaça", de Pedro Urano, venceu em sua categoria pelo Júri Oficial, enquanto "Loki ¿ Arnaldo Baptista", sobre o antigo líder do grupo Os Mutantes, foi o ganhador do Voto Popular. Matheus Nachtergaele levou dois prêmios por "A Festa da Menina Morta", sua estreia atrás das câmeras (melhor direção e melhor ator, para Daniel Oliveira), enquanto Matheus Souza, diretor de "Apenas o Fim", ganhou menção honrosa do júri e melhor longa de ficção pela escolha do público.

A diretora executiva do Festival, Ilda Santiago, comemorou a presença de 220 mil espectadores e reafirmou que o encontro do público com quem faz cinema é uns dos principais objetivos da mostra carioca. Além disso, destacou o papel do evento para promoção de filmes nacionais. "Os produtores e diretores reconhecem isso e estão presentes às sessões e debates. Este ano, foi um prazer ver a repercussão dos filmes brasileiros", disse.

Outros campeões de presença de público foram o italiano "Gomorra", de Matteo Garrone, premiado em Cannes e confirmado na Mostra de São Paulo; "Vicky Cristina Barcelona", de Woody Allen; o argentino "La Leonera", de Pablo Trapero, com Rodrigo Santoro no elenco; "Queime Depois de Ler", dos irmãos Coen; "O Casamento de Rachel", de Jonathan Demme; o coreano "O Bom, O Mau e o Bizarro"; e o documentário norte-americano "Gonzo".

E quem perdeu algum filme ao longo do festival tem, a partir desta sexta-feira, a chance de assistir a alguns deles na "Repescagem", que reúne o que passou nas sessões mais disputadas. Hoje à noite, a sala Odeon Petrobras inicia uma maratona que se estende madrugada adentro. Ao longo da semana, as projeções serão concentradas no Estação Botafogo. Consulte a programação no site da sala .

Vencedores do Festival do Rio 2008

Júri oficial
Melhor longa de ficção: "Se nada mais der certo", de José Eduardo Belmonte
Melhor longa documentário: "Estrada real da cachaça", de Pedro Urano
Melhor direção ficção: Matheus Nachtergaele, "A festa da menina morta"
Melhor direção documentário: Helena Solberg, "Palavra (En)cantada"
Melhor ator: Daniel de Oliveira, "A festa da menina morta"
Melhor atriz: Caroline Abras, "Se nada mais der certo"
Melhor curta de ficção: "Blackout", de Daniel Rezende
Melhor curta documentário: "69 ¿ Praça da Luz", de Carolina Markowicz e Joana Galvão
Prêmio especial do júri: "Jards Macalé ¿ Um morcego na porta principal", de Marco Abujamra e João Pimentel
Menção honrosa: "Apenas o Fim", de Matheus Souza

Voto popular
Melhor longa ficção: "Apenas o Fim", de Matheus Souza
Melhor longa documentário: "Loki, Arnaldo Baptista", de Paulo Henrique Fontenelle
Melhor curta: "Urubus têm asas", de André Rangel e Marcos Negrão

Leia mais sobre: Festival do Rio

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG