Loja italiana pede desculpas por campanha publicitária com policiais fardados do Rio

RIO DE JANEIRO - A rede italiana Relish divulgou nota nesta segunda-feira pedindo desculpas pela campanha publicitária que mostra duas modelos aparentemente estrangeiras sendo abordadas e revistadas de forma abusiva por policiais militares fardados do Rio de Janeiro.

Redação |

Em nota, o presidente da rede, Alessandro Esposito, explica que a campanha foi inspirada no filme "Thelma e Louise". A obra conta a história de duas amigas que decidem viajar e acabam enfrentando vários problemas, inclusive com autoridades. 

"No nosso caso, não há vontade de representar a mulher como um objeto nem incentivar a violência contra ela. [...] Lamentamos que a campanha possa ter gerado reações e não podemos deixar de pedir desculpas", conclui Esposito.

Reprodução
Campanha italiana com policiais do Rio de Janeiro causa polêmica
Campanha italiana com policiais do Rio de Janeiro causa polêmica

Em uma das fotos, na Praia de Ipanema, um PM com a farda do 22º Batalhão de Polícia Militar (BPM) do complexo da Maré, na zona norte, coloca a mão por baixo da saia da modelo.

As fotos da campanha ilustraram o site da marca e já circulam na internet. Até mesmo uma comunidade no site de relacionamentos Facebook foi criada pedindo que a campanha não seja mais veiculada.

Reprodução
Reprodução da campanha da rede Relish

Reprodução da campanha da rede Relish

Mau gosto

Nesta segunda-feira, a Polícia Militar do Rio de Janeiro publicou no site da corporação uma nota afirmando considerar de mau gosto a campanha italiana.

Veja a íntegra da nota:

"A Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro considera de mau gosto a utilização de trajes que simulam seu fardamento por modelos que, em campanha publicitária de uma marca italiana de roupas, realizam um arremedo de revista pessoal, de forma totalmente alheia às normas e regras internas. O que se vê é, no mínimo, desrespeito a uma Instituição que em breve fará 200 anos.

A PM aproveita este espaço institucional para reiterar o seu repúdio total a esta ação que tenta fazer crer que policiais desrespeitam também normas morais e éticas durante o serviço.

A Polícia Militar existe para servir ao povo do Rio de Janeiro e a todas as pessoas de bem que porventura queiram aproveitar as belezas, a hospitalidade e as oportunidades do Estado do Rio de Janeiro e de nossa Cidade Maravilhosa".

Leia também:

    Leia tudo sobre: campanha publicitária

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG