Livro reúne 42 expedições à Amazônia de 1500 a 1930

Resumir e ilustrar as 42 expedições amazônicas mais importantes de 1500 a 1930 foi a ideia de João Meirelles Filho - tão simples que poucos haviam pensado nela. O pesquisador e ambientalista que nasceu em São Paulo e vive às margens do Rio Pará, em Belém, executou a tarefa em Grandes Expedições à Amazônia Brasileira (Metalivros, 244 págs.

Agência Estado |

, R$ 140), que será lançado hoje, em São Paulo. Trata-se de um livro de arte, com belas imagens.

Autor do "Livro de Ouro da Amazônia" (Ediouro, 2004), Meirelles relata cada expedição usando os mesmos tópicos: contexto, líder, principais colaboradores, percurso, obras e principais contribuições. Da primeira viagem, de Vicente Pinzón, no ano em que o Brasil é descoberto, até as expedições de Candido Rondon, das quais a última se dá na fronteira do Brasil com Peru e Colômbia, em 1930, vemos como gradualmente o desconhecimento e a fantasia vão dando lugar ao mapeamento e à fotografia.

Meirelles sintetiza viagens famosas como as de Orellana, do bandeirante Raposo Tavares, a "filosófica" de Alexandre Rodrigues Ferreira, a botânica de Von Martius e Spix, a do Barão de Langsdorff, as de Bates, Steinen ou Koch-Grünberg - muitas das quais lembradas antes nos livros da série "Brasil dos Viajantes", da mesma editora. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Grandes Expedições à Amazonia Brasileira 1500-1930 . De João Meirelles Filho. Editora Metalivros. 242 págs., R$ 140. Livraria da Vila (Alameda Lorena, 1.731). Tel. (011) 3062-1063. Lançamento hoje, das 19 h às 22 h.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG