Livro de culinária que inspirou filme com Meryl Streep causa furor nos EUA

O livro de culinária que inspirou o filme Julie & Julia estrelado por Meryl Streep está batendo recordes de vendas nos Estados Unidos, apesar de ter sido escrito há 48 anos e recorrer a tipos de gorduras hoje malvistas.

AFP |

A autora deste livro de cozinha francesa publicado em 1961, Julia Child, pseudônimo de Julia Carolyn McWilliams (15 de agosto de 1912 - 13 de agosto de 2004), falecida aos 92 anos, havia se tornado figura lendária graças a seus programas culinários divulgados durante décadas na televisão.

No entanto, as receitas de Julia Child são despreocupadamente à antiga: complicadas, caras e nada dietéticas. Mas estão presentes em quase todas as casas, herdadas da mãe ou da avó, pelo menos como referência para consultas de vez em quando.

"A manteiga não faz mal!", dizia Child com todas as letras em seus programas ao falar deste ingrediente fundamental da cozinha francesa.

A verdade é que o livro de Child tornou-se, agora, "bestseller" nos Estados Unidos: ocupa o segundo lugar na lista Nielsen dos mais vendidos na categoria "no fiction" e vai estar na cabeça da do New York Times de 30 de agosto.

Inspirou ao mesmo tempo outro livro que conheceu grande sucesso, "Julie & Julia, um ano cozinhando perigosamente", segundo tradução literal, escrito por Julie Powell, uma americana que possui um blog onde relata suas tentativas de fazer as 524 receitas de Child.

Ambos os livros deram lugar ao filme "Julie & Julia", que estreou neste mês nos Estados Unidos com Meryl Streep no papel de Julia Childs e Amy Adams como aprendiz de chef que publica suas experiências na internet.

"Em um único mês, vendemos mais de sete vezes os livros de Julia Child do que os negociados habitualmente durante um ano", disse um porta-voz da editora Barnes and Noble.

ltl/lm/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG