crimes de temporada - Brasil - iG" /

Litoral se prepara para os crimes de temporada

Para evitar a onda de criminalidade que assolou o litoral paulista na última temporada, prefeituras da região e as Polícias Civil e Militar se mobilizam para reforçar a segurança e garantir um verão tranquilo para os turistas. O primeiro município a tomar providências foi Santos, na Baixada Santista, que antecipou a Operação Verão com Segurança, desenvolvida com a Guarda Municipal e prevista para 14 de dezembro.

Agência Estado |

Em São Sebastião, litoral norte, por exemplo, moradores de Juqueí fazem cursos de segurança para evitar assaltos nos imóveis - delito característico do local.

Enquanto grande parte dos municípios tem mudado a rotina no quesito segurança, outras cidades preferem esperar o auxílio da Operação Verão, feita pelo governo do Estado e com início em 28 de dezembro. A partir dessa data, a PM estima 2.100 homens a mais nas praias: 600 para o litoral norte e 1.500 para o sul.

O Setor de Inteligência da Polícia Civil de Santos fará blitze para prender procurados da Justiça e apreender armas e terá 400 investigadores a mais. As vizinhas Praia Grande e São Vicente, onde houve registros de arrastões em janeiro, informaram que vão aguardar reforço do Estado, mas já têm câmeras em suas orlas para monitorar eventuais ocorrências.

Para o secretário municipal de Segurança de Santos, Renato Penteado Perrenoud, é preciso se antecipar. "Nós costumamos esperar o reforço das polícias só que notamos um aumento significativo de turistas nos fins de semana. Então resolvemos adiantar." Segundo ele, folgas e licenças dos guardas foram suspensas para ajudar na operação. Outra novidade no combate à violência na cidade são quatro câmeras em teste que estão acopladas nos painéis das viaturas da guarda. As câmeras flagram cenas a até três metros de distância.

Atualmente, a arma contra a criminalidade na cidade é a central de videomonitoramento. São 29 câmeras de vigilância - 20 delas na orla da praia. De janeiro até o último dia 26, o sistema big brother flagrou 9.318 ocorrências, incluindo 31 roubos, 31 furtos, 5 portes de armas e 3.164 apreensões de drogas. Segundo o secretário, outras câmeras vigiam as pessoas no chamado centro velho de Santos, onde há bares e uma vida noturna agitada.

Em Mongaguá, a diretoria de segurança da prefeitura já contratou 40 homens extras para garantir o sossego dos veranistas. No Guarujá, recentemente foram instaladas quatro câmeras de vigilância - agora há um total de 34 equipamentos. Guardas municipais também têm patrulhado em horários mais longos. O mesmo ocorre em Itanhaém e em Peruíbe. As informações são do jornal O Estado de S.Paulo.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG