Lindemberg se cala durante audiência sobre morte de Eloá

Durante a sessão de depoimentos no Fórum de Santo André, Lindemberg Alves, acusado pela morte da adolescente Eloá Pimentel, 15 anos, em outubro de 2008, se calou.

Carolina Garcia, do Último Segundo |


Acordo Ortográfico

O juiz José Carlos de França Carvalho Neto, da Vara do Júri e Execuções Criminais de Santo André, que preside a audiência, leu o histórico do caso e perguntou se Lindemberg queria falar alguma coisa.

Lindemberg disse: "Prefiro me manter calado neste momento". Segundo a assessoria do fórum, Lindemberg passou o tempo todo de cabeça baixa.

A advogada de Lindemberg, Ana Lúcia Assad, dissera nesta quarta-feira que existia a possibilidade de seu cliente optar pelo silêncio durante a audiência.  

Veja a retrospectiva do caso


Leia também:

Leia mais sobre caso Eloá

    Leia tudo sobre: eloá

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG