Lindemberg Alves chegou hoje à noite à Penitenciária II de Tremembé, na região do Vale do Paraíba, em São Paulo. O jovem foi transferido do Centro de Detenção Provisória (CDP) II de Pinheiros, na zona oeste da capital paulista.

A Secretaria de Administração Penitenciária (SAP) não informou o motivo da mudança e afirmou que "não fornece detalhes da rotina de presos sob sua custódia, por questões de segurança".

Hoje, o Ministério Público (MP) anunciou que o promotor do Júri de Santo André, Antonio Nobre Folgado, cuidará do caso do seqüestro das duas adolescentes, ambas de 15 anos. Após ser comunicado oficialmente da prisão em flagrante de Lindemberg, o promotor terá dez dias, contados a partir da detenção, para receber o inquérito policial. Em seguida, serão mais cinco dias para o oferecimento da denúncia. A promotora da Justiça Militar Eliana Passarelli ficará responsável pela análise da ação da polícia.

O jovem, de 22 anos, foi preso na sexta-feira depois de manter sua ex-namorada, Eloá Cristina Pimentel, refém por cerca de 100 horas em um apartamento do Conjunto Habitacional do Jardim Santo André, em Santo André, no ABC paulista. O seqüestro terminou com a morte da garota. A amiga dela, Nayara, também foi mantida refém e acabou baleada no rosto.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.