Limpeza no Ibirapuera melhora, mas grama continua alta no parque

SÃO PAULO ¿ Após denúncias na imprensa, o lixo acumulado nas vias do parque do Ibirapuera, na zona sul de São Paulo, foi recolhido e a situação parece normalizada. A montanha de sacos plásticos que lotava o depósito (dentro do parque) da empresa responsável pela limpeza, manutenção e jardinagem, a Servimarc Construções Ltda., também foi retirada.

Marina Morena Costa, repórter do Último Segundo |


No entanto, a grama alta toma conta das áreas de lazer do parque mais famoso e procurado da cidade. O parquinho infantil e o gramado próximo ao portão 8 (Av. República do Líbano) estão abandonados.

Marina Morena Costa/iG
Vista do parquinho infantil do Ibirapuera

Estamos trabalhando para regularizar a situação. A grama já foi cortada em algumas áreas e em breve tudo voltará ao normal, disse Heraldo Guiaro, diretor da divisão de parques da Secretaria Municipal de Verde e Meio Ambiente que assumiu a direção do Ibirapuera na última quarta-feira. Guiaro assume temporariamente a direção, após a administradora do local, Francisca Cifuentes, e o engenheiro agrônomo Henrique Mumme Herger da Silva, assistente técnico da administração e fiscal do contrato com a empresa que deveria ter zelado pelo parque, terem sido exonerados.

Marina Morena Costa/iG
Linha mostra a divisão da grana cortada
Segundo a Secretaria Municipal de Verde e Meio Ambiente a Servimarc serviu bem à Prefeitura de São Paulo durante quase 8 anos, mas começou a apresentar problemas sérios há dois meses. Desde então, a empresa vem sendo notificada e multada, até apresentar a situação extremamente problemática no início deste ano, agravada com as férias e o aumento de visitantes no Parque.

A Secretaria optou por rescindir o contrato atual com a Servimarc, que terminaria em 28 de fevereiro, e encaminhou na última quarta-feira à empresa uma carta informando da intenção. Nesta quinta-feira, a prestadora de serviços respondeu informando que não irá recorrer da decisão. Com isso, a Secretaria informa que está em contato com as outras empresas que participaram da licitação (que a Servimarc ganhou) para verificar a possibilidade e o interesse em assumir o contrato.

De acordo com a Secretaria, nesta quinta-feira a empresa que ficou em segundo lugar na licitação para cuidar da limpeza e jardinagem do Ibirapuera manifestou interesse em assumir o contrato. As negociações estão em andamento e até que a rescisão seja assinada e publicada em Diário Oficial, a Servimarc ainda presta serviços à Prefeitura.

Marina Morena Costa/iG
Vista da entrada pelo portão 8 no Parque

Leia mais sobre: Parque do Ibirapuera

    Leia tudo sobre: abandonoparque ibirapuera

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG