Liminar proíbe paralisação de mais de 20% dos ônibus de São Paulo

SÃO PAULO - A Justiça Regional do Trabalho determinou, nesta quinta-feira, que mesmo em caso de manifestações dos condutores de ônibus, as empresas deverão manter em circulação 90% dos veículos em horários de pico (das 6h00 às 10h00 e das 17h00 às 20h00) e 80% nos demais horários.

Redação |

A medida, proposta pela Secretaria Municipal de Transportes e pela SPtrans, prevê que, em caso de não cumprimento da determinação, empregados e empregadores estarão sujeitos a multa diária no valor de R$ 200.000 que será revertida aos hospitais universitários da cidade.

Segundo nota da secretaria, o sindicato se comprometeu a não tomar nenhuma medida sem prévio conhecimento do Tribunal e com tempo hábil para tomar providências necessárias para evitar contratempos à população.

Ficou designado que nesta sexta-feira, às 10 horas, ocorrerá uma reunião entre a Assessoria Econômica do Tribunal e Sindicato dos Motoristas para detalhamento das providências a serem tomadas em relação à negociação de reajuste salarial e definição de data de nova audiência.

Leia mais sobre: ônibus

    Leia tudo sobre: ônibus

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG