Light vai devolver R$ 2,9 milhões por causa de apagões no Rio

A distribuidora de energia elétrica Light vai devolver R$ 2,9 milhões aos consumidores que sofreram apagões no mês de janeiro deste ano, informou nesta sexta-feira o novo presidente da companhia em sua primeira entrevista coletiva no cargo, Jerson Kelman. O valor será disponibilizado já nas contas de abril, disse o executivo.

Agência Estado |

A devolução faz parte da nova regra de compensação ao consumidor por eventuais cortes de energia estabelecida pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) para ocorrer a partir de 2010. Até 2009, as distribuidoras pagavam uma multa quando excediam meta prevista pela Aneel como aceitável para este tipo de ocorrência. O pagamento neste caso ia para um fundo de compensação ao consumidor gerenciado pela agência.

Agora, a reguladora determina que a distribuidora devolva o dinheiro na conta do consumidor. O cálculo é feito com base no volume de quilowatt-hora (kWh) que o cliente deixou de consumir durante o período de apagão. O valor é equivalente a 15 vezes o que ele pagaria se tivesse consumido este volume.

Nos últimos três dias, parte do centro do Rio ficou às escuras por conta de um incêndio ocorrido nas galerias subterrâneas por onde passam os cabos de energia da empresa, afetando 3,2 mil clientes do total de 4 milhões da Light.

"Sabemos da gravidade da situação, pedimos desculpas e garantimos que estamos fazendo o nosso melhor para evitar que, quando houver um consumo próximo da capacidade máxima de distribuição, provavelmente no próximo verão, muitos destes incidentes diminuam", disse Kelman.

Leia também:

Leia mais sobre: energia elétrica

    Leia tudo sobre: energia elétricafalta de energialight

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG