Lieberman critica Oslo por homenagens a Hamsun

O ministro das Relações Exteriores israelense, o ultradireitista Avigdor Lieberman, criticou o governo da Noruega por ter celebrado o nascimento do Prêmio Nobel de Literatura e simpatizante nazista Knut Hamsun (1859-1952), informa o jornal Haaretz.

AFP |

"Me chocou ver que o governo norueguês decidiu comemorar o 150º aniversário de nascimento do autor (Knut) Hamsun, que era admirador dos nazistas", declarou Lieberman na noite de domingo.

"Em 1943, (Hamsun) dedicou a Joseph Goebbels (chefe da propaganda de Hitler) a medalha de seu Prêmio (Nobel de Literatura, obtido em 1920) e inclusive elogiou Hitler, ao afirmar que lutava pela humanidade", completou.

A Noruega dedicou no início de agosto um selo a Hamsun e inaugurou um museu em homenagem ao escritor.

Depois da Segunda Guerra Mundial, Hamsun caiu em desgraça por sua postura pró-nazista, mas com o passar do tempo foi progressivamente reabilitado.

ChW/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG