O presidente do Senado, Garibaldi Alves (PMDB-RN), disse hoje que o projeto que regulamenta os recursos para a saúde e cria a Contribuição Social para a Saúde (CSS) só deve ser votado após as eleições municipais de outubro. Segundo ele, a decisão foi tomada em reunião dos líderes partidários, realizada em seu gabinete.

Garibaldi disse que a base governista chegou com a posição definida para votar a CSS só após as eleições municipais. "A oposição teve que aceitar diante da posição firme do governo", afirmou.

Pela manhã, ao defender a votação da CSS somente após as eleições, o líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR), explicou que trata-se de uma proposta complexa e, antes de ser submetida ao plenário, será votada nas comissões de Constituição e Justiça (CCJ), Assuntos Econômicos (CAE) e de Assuntos Sociais.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.