Líderes admitem ser difícil chapa PSDB-DEM em SP

As cúpulas do PSDB e do DEM iniciaram reunião na capital paulista com o objetivo de unificar o discurso e caminhar na direção de uma atuação mais forte no Congresso Nacional, para fazer frente à maioria governista na Casa. Apesar do discurso de unificação, líderes das duas legendas admitiram as dificuldades para o lançamento de uma chapa única nas eleições municipais de São Paulo.

Agência Estado |

Ao chegar para o encontro, o líder do DEM na Câmara, deputado Antônio Carlos Magalhães Neto (BA), disse que as duas legendas estão tentando criar uma linha comum de entendimento. Apesar disso, ele admitiu não saber se vai ser possível o lançamento de uma chapa única em São Paulo. "Como líder do meu partido espero que o prefeito Gilberto Kassab não desista da candidatura à reeleição", argumentou.

Da mesma forma que ACM Neto, o presidente nacional do PSDB, senador Sergio Guerra (PE), também admitiu as dificuldades para uma chapa única e voltou a dizer que o mais provável é que tucanos e democratas caminhem no pleito em São Paulo com candidaturas próprias, pelo menos no primeiro turno: o DEM com o prefeito Kassab e o PSDB com o ex-governador Geraldo Alckmin. Guerra ressaltou que mesmo que essa tendência se concretize, os dois partidos não deverão entrar em confronto. "O pacto de não agressão existe em São Paulo e em todo lugar e o partido não aceitará uma atuação fora deste contesto."

Com relação à pauta da reunião, as lideranças dos dois partidos foram unânimes em dizer que o trabalho da oposição no Congresso Nacional é muito árduo, pois o governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva tem ampla maioria. Mesmo assim, eles acreditam que é possível encontrar um caminho para otimizar este trabalho. "A oposição quer sempre melhorar e este encontro é uma chance para isso", destacou Guerra.

Dentre as lideranças que já chegaram para o encontro PSDB-DEM estão o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB), Sérgio Guerra (PSDB), ACM Neto (DEM) e parlamentares das duas legendas. Também participam do encontro o ex-senador Jorge Bornhausen (DEM), o presidente nacional do Democratas, deputado Rodrigo Maia (RJ), o líder do PSDB no Senado, Arthur Virgílio (AM), e o senador Marco Maciel (DEM-PE).

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG