Líder sindical é morto a tiros no Pará

Um dirigente sindical que defendia projetos de distribuição de terras para camponeses na Amazônia foi assassinado a tiros na noite de ontem, informou nesta quinta-feira a Polícia Civil do Pará.

EFE |

A vítima foi identificada como Pedro Alcântara de Souza, um ex-vereador da cidade de Redenção e que também era coordenador de políticas agrárias da Federação de Trabalhadores na Agricultora Familiar (Fetraf) do Pará.

O crime ocorreu na noite de quarta-feira nos arredores de Redenção, quando Souza, que caminhava em companhia de sua esposa, foi baleado por dois homens que estavam em uma motocicleta.

O dirigente sindical, que foi vereador por três vezes e chegou a presidir o Conselho Municipal, morreu foi atingido com quatro tiros na cabeça e morreu no local.

Como líder de sem-terras, Souza liderou um grupo de famílias que ocupou no ano passado uma fazenda em Redenção para pressionar sua desapropriação e sua inclusão no programa de reforma agrária do Governo.

A ocupação gerou disputas com outros grupos de sem-terras interessados em ser beneficiados com a mesma fazenda, e o dirigente chegou a ser ameaçado de morte.

A Polícia disse que o crime tem as características de um assassinato encomendado, mas esclareceu que ainda falta apurar mais pistas sobre os possíveis autores do homicídio.

Leia mais sobre: Pará

    Leia tudo sobre: pará

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG