Líder dos arrozeiros diz que só Exército levará paz a RR

O prefeito de Pacaraima (RR), Paulo César Quartiero, líder dos arrozeiros na reserva indígena Raposa Serra do Sol, em Roraima, que esteve hoje no Congresso Nacional para visitar parlamentares da bancada de Roraima e agradecer o apoio que lhe deram, afirmou que o Estado não ficará em paz enquanto a Polícia Federal ali estiver. Paz só vai haver com uma intervenção do Exército brasileiro por um período.

Agência Estado |

" Ele afirmou que a ocupação da Fazenda Depósito por índios "foi armada" pelo Conselho Indigenista de Roraima (CIR).

Essa afirmação foi endossada pelo líder do PR na Câmara, deputado Luciano Castro (RR), um dos parlamentares que apóiam Quartiero. "A invasão da fazenda foi montada pelo CIR. Pegaram alguns índios com o intuito de ocupar a fazenda", acusou Castro. Quartiero afirmou que sua prisão foi "política". Até ontem, ele esteve preso na Polícia Federal (PF), em Brasília, acusado de porte ilegal de explosivo e formação de quadrilha na reserva.

"Foi uma prisão política, porque somos contra a política do governo federal", declarou. E acusou: "A política do governo é de desprestigiar os brasileiros em favor das ONGS (organizações não-governamentais) estrangeiras", disse. Candidato à reeleição em outubro, Quartiero afirmou que não há armas na fazenda dele - a Fazenda Depósito, situada dentro da reserva - e acusou o governo de fazer "terrorismo de Estado". "Seqüestraram as terras de Roraima", declarou.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG