deixem de ter esse caráter. Ele afirmou que a possibilidade das matérias serem analisadas por um número muito alto de comissões no Senado e, portanto, atrasar o processo de votação obriga o uso da prerrogativa de urgência." / deixem de ter esse caráter. Ele afirmou que a possibilidade das matérias serem analisadas por um número muito alto de comissões no Senado e, portanto, atrasar o processo de votação obriga o uso da prerrogativa de urgência." /

Líder do governo garante que urgência será mantida no Senado

BRASÍLIA ¿ O líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR), afirmou nesta quarta-feira que os quatro projetos do novo marco regulatório do pré-sal devem tramitar em regime de urgência no Senado, mesmo que na Câmara http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/2009/09/02/lula+ira+reavaliar+pedido+de+urgencia+para+projetos+do+pre+sal+diz+michel+temer+8227982.html target=_topdeixem de ter esse caráter. Ele afirmou que a possibilidade das matérias serem analisadas por um número muito alto de comissões no Senado e, portanto, atrasar o processo de votação obriga o uso da prerrogativa de urgência.

Christian Baines, repórter em Brasília |


Na Câmara, passa por comissões especiais. No Senado, vai passar em comissões permanentes. [Quem determina o número de comissões] é a Mesa. Não está definido porque a matéria ainda não chegou. Mas como passa por mais comissões , se você não tem urgência, você tem aí um processe se arrastando. 

Eu respeito o posicionamento da Câmara. Se a Câmara quer propor algo, que seja construtivo e que vá ajudar a tramitação, nós temos que aplaudir. Não estou contra. Só acho o seguinte. No Senado, a realidade da urgência é importante, completou.

O senador esteve nessa noite no CCBB (Centro Cultural do Banco do Brasil) ¿ local provisório de trabalho do presidente Luiz Inácio Lula da Silva -, mas negou que tenha conversado com Lula. Afirmou que conversou apenas com os assessores do governo para tratar da viagem do presidente ao estado de Roraima.

Jucá lembrou que os deputados, assim como os senadores, defenderam o regime de urgência em reunião com Lula. O presidente teria atendido aos pedidos dos parlamentares das duas Casas.

Os senadores colocaram esse pedido e vários líderes da Câmara também colocaram. Se o presidente [da Câmara] Michel [Temer (PMDB-SP)] acha que há espaço para o entendimento, acho que essa proposição deve ser feita. (...) A impressão do governo está explicitada. É aprovar com urgência, aprovar rapidamente.

Hoje, porém, Temer se reuniu com Lula para pedir que ele reavaliasse a urgência dos projetos. Amanhã, em reunião com o conselho político - presidentes e líderes partidários da base aliada ¿ o presidente deve se decidir.

Os quatro projetos chegaram hoje na Câmara e serão analisados por quatro comissões especiais da Casa. Os relatores dos colegiados ¿ responsáveis por elaborar o texto a ser aprovado pelos deputados ¿ devem ficar com PT e PMDB, dois para cada um dos partidos.

Entenda


Leia mais sobre:
Câmara - pré-sal

    Leia tudo sobre: câmara dos deputadoslulamichel temerpmdbpré-salromero jucasenado

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG