um requerimento - Brasil - iG" /

Líder do DEM diz que 50% da CPMI está na aprovação de um requerimento

BRASÍLIA - O líder do DEM no Senado, José Agripino (RN), disse na manhã desta terça-feira, durante reunião da CPMI dos Cartões, que a aprovação de um requerimento de autoria dos deputados Índio Costa (DEM-RJ) e Vic Pires (DEM-PA), solicitando todos os gastos com cartões corporativos, sigilosos ou não, bem como as notas fiscais que justificam as despesas, representa 50% da CPMI.

Severino Motta - Último Segundo/Santafé Idéias |

De acordo com ele, a aprovação dos requerimentos em que há consenso entre governo e oposição não chegam a 1% do que se faz necessário para a investigação. "Aprovando esses requerimentos consensuais talvez não tenhamos dado nem um passo", disse. "Eu diria que teremos dados 50 passos [de um total de 100] se o requerimento número 1 [da pauta] fosse aprovado. Ele pede informações à Casa Civil. Não pede que venha a ministra, mas que venha as informações", disse.

Agripino destacou que somente munidos de tais documentos será possível se avançar nas investigações. Até o momento, a CPMI não conta com dados que não sejam aqueles abertos ao público, contidos no Portal da Transparência do governo Federal. A expectativa é que os primeiros documentos cheguem à comissão na próxima semana, através do ministério do Planejamento, fornecendo dados sobre gastos em todos os ministérios, desde que não sigilosos, com suas respectivas notas fiscais. 

A reunião da CPMI acontece na manhã desta terça-feira. A presidente da comissão, senadora Marisa Serrano (PSDB-MS), disse que colocará em votação 54 requerimentos. Em oito deles há consenso entre governo e oposição. Nos demais, incluindo os de índio e Vic Pires, a base governista adiantou que dará voto contrário.

Leia também:

Leia mais sobre: cartões corporativos

    Leia tudo sobre: cpi dos cartões

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG