BRASÍLIA - O líder do DEM no Senado, senador José Agripino Maia (RN), confirmou nesta quarta-feira que seu partido recebeu R$ 300 mil da construtora Camargo Corrêa em 2008, para o financiamento de campanhas municipais no Rio Grande do Norte. De acordo com o senador, a doação foi legal.

O recibo de doação foi distribuído a jornalistas após divulgação, pela imprensa, de que a Operação Castelo de Areia, deflagrada hoje pela Polícia Federal em São Paulo e no Rio de Janeiro, constatou contribuições da Camargo Corrêa para partidos políticos.

Quatro diretores da construtora e duas secretárias foram presos hoje, por suspeita de envolvimento em um esquema de remessa ilegal de dinheiro para o exterior por intermédio de doleiros que atuam no Brasil e fora do país.

A Operação Castelo de Areia investiga os crimes de evasão de divisas, operação de instituição financeira sem autorização, formação de quadrilha, lavagem de dinheiro e fraude em licitações.

Leia mais sobre: Operações da PF

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.