Libertados secretários acusados de corrupção no interior de São Paulo

A Polícia Civil libertou no final da noite desta quarta-feira os dois secretários da prefeitura de Sorocaba, José Dias Ferrari (de Desenvolvimento Econômico) e Maurício Biazotto (de Governo), que estavam presos desde terça-feira acusados de participar de um esquema de propina na concessão de alvarás para postos de combustível. Outras duas pessoas presas na operação, a mulher de Biazotto, Valéria Cavalier, e o engenheiro Jeferson Polazan, funcionário da prefeitura, também foram soltas.

Agência Estado |


As investigações chegaram à prefeitura de Sorocaba, município do interior paulista, depois da prisão da presidente regional do Sindicato do Comércio de Derivados de Petróleo (Sincopetro), Ivanilde Vieira Serebrenic, acusada de cobrar para evitar a fiscalização e autuação de postos. Ivanilde teria intermediado, por R$ 500 mil, a concessão de alvará para a instalação de um posto num hipermercado da cidade.

Ela apontou o envolvimento dos secretários no esquema. Valéria era secretária de Ivanilde. De acordo com o delegado Wilson Negrão, os depoimentos dos acusados apresentaram pontos conflitantes e serão analisados em conjunto com o Ministério Público Estadual. Eles podem ser submetidos a uma acareação. Os dois secretários foram afastados temporariamente dos cargos.

Leia mais sobre: corrupção

    Leia tudo sobre: corrupçãopolíciaposto de gasolinasorocabasão paulo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG