Menina de 17 anos, filha de empresário paranaense, foi sequestrada no dia 16 de outubro dentro de casa

selo

Uma jovem de 17 anos foi libertada no sábado após ser mantida refém desde o dia 16 de outubro na região noroeste do Paraná. Segundo a polícia, quatro pessoas foram presas por envolvimento no sequestro.

A garota foi levada quando um grupo de homens invadiu a casa de um empresário de Paranavaí, no interior do Estado, para realizar um assalto. Nas cerca de quatro horas em que permaneceram no imóvel, os suspeitos pegaram dinheiro e pertences da família. Ao fugir, levaram a filha do empresário como refém. 

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública do Paraná, os sequestradores fizeram contato com a família e pediram R$ 2 milhões para libertar a jovem. O Tático Integrado de Grupos de Repressão Especial da Polícia Civil (Tigre) foi acionado para acompanhar as negociações e descobrir o paradeiro da vítima.

A jovem foi localizada em um prédio de quitinetes em Umuarama, a 581 km da capital paranaense. Ela foi encontrada sem ferimentos. No local foram presos Luiz Carlos Bofetti, de 39 anos, Ed do Nascimento Alves e Josiele Pereira de Lima, ambos de 23 anos, e Márcia Neves Saraiva Guedes, de 35 anos.

De acordo com a polícia, as duas presas eram as responsáveis pela limpeza do local. Todos foram autuados em flagrante por sequestro e formação de quadrilha. A Polícia Civil continua as investigações para identificar outros integrantes do grupo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.