NOVA YORK ¿ O apresentador de TV David Letterman disse nesta segunda-feira que sua mulher ficou terrivelmente magoada com as revelações sobre seus casos sexuais extraconjugais, que vieram à tona devido a uma tentativa de extorsão feita contra ele.

AP
Letterman conversa com a plateia na gravação do programa desta segunda-feira

Letterman durante a gravação do programa desta segunda-feira

Letterman pediu desculpas aos profissionais que trabalham em seu popular programa de entrevistas noturno. Na gravação de seu programa de segunda-feira, o apresentador do "Late Show with David Letterman" disse que vai tentar fazer as pazes com Regina, com quem se casou em março após um namoro de mais de 20 anos. Os dois têm um filho de cinco anos, Harry.

"Ela ficou terrivelmente magoada com meu comportamento, e quando acontece algo assim, se você magoou uma pessoa e é responsabilidade sua, você tenta resolver", disse Letterman ao público, segundo comunicado de sua empresa, a Worldwide Pants.

"Nesse momento há apenas duas coisas que podem acontecer: ou você faz algum progresso e resolve a situação, ou você não consegue, então vou dizer a vocês: tenho um trabalho difícil pela frente."

Letterman afirmou que "lamenta profundamente" ter colocado seus funcionários "nessa posição". "Inadvertidamente, eu não pensei no que viria a seguir. Agradeço mais uma vez a minha equipe por ter enfrentado uma coisa estúpida na qual eu me envolvi", disse.

Na quinta-feira passada, Letterman disse ao público que foi vítima de uma tentativa de extorsão. Um homem ameaçou escrever um roteiro ou um livro sobre "todas as coisas terríveis" que Letterman tinha feito. O apresentador do talk show então admitiu, no ar, ter mantido casos com mulheres que trabalharam em seu programa.

Um dia depois, Robert "Joe" Halderman, produtor do programa de jornalismo "48 Hours", da CBS, foi indiciado por apropriação indébita em grande escala, por ter pedido a Letterman US$ 2 milhões para ficar calado. Se for condenado, Halderman pode enfrentar até 15 anos de prisão.

Na segunda-feira o advogado de Halderman, Gerald Shargel, foi a programas de entrevistas matinais norte-americanos para proclamar a inocência de seu cliente e dizer que a versão de Letterman da história era unilateral.

"David Letterman não mostrou o lado dele (de Halderman) da história. Ele divulgou o que queria que o público soubesse", disse Shargel no programa "Today" da NBC.

Shargel afirmou que é pouco provável que Halderman tenha tentado extorquir Letterman pedindo um cheque de US$ 2 milhões, porque não é assim que extorsionários costumam operar.

Ele se negou a detalhar a possível defesa de seu cliente, mas acrescentou que Halderman é jornalista veterano que faz reportagens policiais há anos.

"Ele sabe tudo sobre policiais e grampos. Sugerir que ele teria sido flagrado numa tentativa de extorsão é ridículo", disse o advogado Shargel disse que está ansioso por interrogar Letterman como testemunha.

Documentos legais mostram que Halderman devia US$ 6.800 mensais a sua ex-mulher em pensão alimentícia, e autoridades disseram que ele está profundamente endividado.

Leia mais sobre: David Letterman

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.