ilegal e ameaça a Christie s - Brasil - iG" /

Leilão YSL-Bergé: Pequim condena venda ilegal e ameaça a Christie s

A China condenou nesta quinta-feira a venda ilegal, na véspera em Paris, de dois bronzes chineses roubados há quase 150 anos em Pequim, e avisou que a casa de leilões Christies assumirá as consequências.

AFP |

"A Administração de Estado dos vestígios e monumentos se opõe firmemente e condena qualquer venda de objetos culturais exportados ilegalmente. A Christie's terá que assumir todas as consequências desta venda", informou a Administração em comunicado publicado em seu site, alertando também para "graves consequências para o desenvolvimento da Christie's na China".

A Administração alegou que tentou contactar várias vezes a casa de leilões antes da venda da coleção de obras de arte Yves Saint Laurent- Pierre Bergé para que retire as duas peças, uma cabeça de rato e outra de coelho, roubadas do Palácio de Verão de Pequim por soldados franceses e britânicos em 1860.

"Contudo, a Christie's leiloou peças roubadas do Palácio do verão, violando o espírito das convenções internacionais e o consenso sobre a volta deste tipo de objetos a seu país de origem, afetando os direitos culturais do povo chinês e os sentimentos da nação", denunciou.

As duas peças, de cerca de 40 cm de altura, foram vendidas quarta-feira por telefone por 15,7 milhões de euros cada uma. A identidade dos compradores não foi revelada.

A Administração de Estado dos vestígios e monumentos avisou que "não reconhece o proprietário ilegal das peças roubadas", e que seguirá tentando conseguir o retorno destas peças à China "por todos os meios e através de todos os canais possíveis".

A justiça francesa autorizou segunda-feira a venda dos dois bronzes. A Associação para a Proteção da Arte Chinesa na Europa (Apace), com sede na capital francesa, tinha recorrido ao tribunal de Paris para obter a suspensão da venda.

frb/yw/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG