Leilão do Bem vai oferecer objetos de celebridades

Quanto vale um relógio do Faustão? Ou o vestido de Marieta Severo como Dona Nenê, de A Grande Família? Na segunda-feira, o Leilão do Bem, no Teatro Juca Chaves, em São Paulo, vai oferecer itens colecionáveis de famosos para ajudar instituições carentes. E surge aí um personagem curioso, sempre louco por um tambor que já foi tocado por Ivete Sangalo ou uma calça que já vestiu Cauby Peixoto: o ‘rato de leilão’.

Agência Estado |

Eles se proliferam em leilões que ganham espaço em São Paulo a partir de iniciativas como a da produtora Adriane Oliveira, 32 anos, que garimpa objetos capazes de despertar a visibilidade na mídia e o interesse do público. "Eu via nos sites que a Demi Moore leiloou um jantar e Charlize Theron doou um beijo."

O estudante Frederico Corazza, 18 anos, lembra de quando teve o primeiro contato com esse universo em sua faculdade, a Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM). Foi aparecer o par de chuteiras de seu ídolo, Kaká, e lá se foram suas economias. Corazza anunciou um lance tímido, entrou na briga e foi até o fim. Quando chegou a R$ 600, bateu o martelo e levou os calçados. "Ninguém tem igual, não existe pra comprar", diz. "Já me ofereceram R$ 4 mil, mas elas vão ficar guardadas."

O humorista Beto Hora, 46 anos, participa de leilões dos chamados objetos colecionáveis. "Gosto de pensar que guardo um pedaço da história." Entre as relíquias que decoram a casa, há um relógio de parede que pertenceu a Ruth Escobar, uma balança de ferro, um rádio, um telégrafo, um telefone francês, um violino e até uma máquina de dar choques. "Isso era coisa do Dops (a polícia política que atuou nos anos de ditadura no Brasil)." Até nas viagens internacionais, os leilões viraram atração para Hora. Em 2006, voltou de Rotemburgo (Alemanha) com uma espada à la Rei Artur.

Mais informações sobre o Leilão do Bem no site www.sejadobemvocetambem.org . O Teatro Juca Chaves fica na Rua João Cachoeira, 899 - 2º Piso - Itaim Bibi. As informações são do Jornal da Tarde.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG