LONDRES (Reuters) - Um leilão de novos trabalhos do artista britânico Damien Hirst em setembro deve render mais de 65 milhões de libras (204 milhões de reais), anunciou na segunda-feira a casa Sothebys. As estimativas para o leilão, que será realizado em 15 e 16 de setembro, variam de 15 a 20 mil libras até 8 a 12 milhões de libras.

Uma das peças mais caras é 'The Golden Calf' (o bezerro de ouro), um boi conservado em tanque de formol com sua cabeça coroada por um disco de ouro sólido e seus cascos e chifres feitos de ouro 12 quilates.

Intitulado 'Beautiful Inside My Head Forever' (belo em minha cabeça para sempre), o leilão vai incluir pinturas, armários e desenhos preparatórios. Quatro dos 223 lotes, com valor combinado de cerca de 2 milhões de libras, serão vendidos para fins beneficentes.

O leilão coincide com o 20o aniversário da exposição Freeze em Londres, que lançou as carreiras de Hirst e alguns dos outros 'Jovens Artistas Britânicos'.

Ao optar por oferecer seus trabalhos mais recentes em um leilão, em lugar do canal mais fechado das galerias e dos marchands, Hirst, segundo especialistas, está contestando a maneira como opera o mundo da arte contemporânea de alto valor.

A galeria Gagosian, que trabalhou com Hirst antes, reagiu bem à decisão do artista de vender publicamente e confirmou que estará presente no leilão.

'Na condição de galeria de Damien há anos, já nos acostumamos a esperar o inesperado', disse ela em comunicado à imprensa quando o leilão foi anunciado. 'Ele certamente pode contar com nossa presença no leilão.'

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.