Leia e ouça os trechos das gravações divulgadas pela Polícia Federal

BRASÍLIA - A Polícia Federal divulgou nesta quinta-feira três seqüências do áudio da reunião ocorrida na última segunda-feira, quando o delegado Protógenes Queiroz comenta sua decisão de se afastar da presidência do inquérito da Operação Satiagraha. Além dele é possível ouvir o Diretor de Combate ao Crime Organizado, Roberto Troncon.

Redação |


Seqüência 1 (Ouça a gravação aqui )

Protógenes: Eu não preciso nem falar em relação ao Dr. Troncon, que é um chefe impar. Eu devo praticamente 100% da execução dessa operação a dois homens de bem dessa Policia Federal, primeiramente eu destaco o Dr. Roberto Troncon, depois o Dr. Leandro, em terceiro, como coadjuvante dos dois não poderia esquecer aqui o Dr. Luis Fernando Correa (Diretor-Geral da PF), que eu prezo e tenho carinho muito grande, ele era sabedor da operação e correu tudo bem.

Na minha avaliação, tirando os erros que estamos avaliando aqui hoje, é uma avaliação de erro para nós corrigirmos e nos Policiar, não é? Houve a presença da imprensa aqui em São Paulo? Houve. Falhou? Falhou. Quem falhou? Queiroz falhou, porque o Dr. Troncon me depositou e eu firmei compromisso com ele, mas falhou a meu controle.

Sequência 4 (ouça a gravação aqui )

Protógenes - Sonegação fiscal, e outros crimes que por ventura... formação de quadrilha e informação privilegiada. Foram esses crimes...

Voz - A estrutura principal desse inquérito que você instaurou é a questão do laudo que trata da gestão fraudulenta mais a corrupção?

Protógenes - Isso, é. Esse inquérito está sequinho. Eu já tenho... Como é que ele se materializou? Ele se materializa com análise do laudo, análise do HD que as informações passadas que foi estratificado através  desse laudo da Justiça Federal, cotejado com dados atualizados no decorrer de um ano e meio de interceptação telefônica e interceptação de e-mails aonde transitaram documentos que dão além de outros crimes dão fortemente a materialidade da gestão fraudulenta, tá. E a estratégia foi justamente fazer três instrumentos para poder facilitar o trabalho (inaudível) conforme achou boa idéia. Ainda que lá na frente tudo se combine, (inaudível) um canal só para três trabalhos.

Corte

(Inaudível)

Voz - Consegue concluir até sexta (18/7)?

Protógenes - (inaudível) Só faltava Humberto [Braz, braço direito de Daniel Dantas e ex-presidente da Brasil Telecom], o Humberto se apresentou, acredito que não tem nenhum óbice.

Troncon ¿ Outra coisa importante deixar muito claro, esses inquéritos estão tombados na DELEFIN (Delegacia de Crimes Financeiros), o Ricardo Saad ta aqui, que pedi que ele participasse porque ele está como chefe da DELEFIN, o superintendente tá dizendo que ele vai permanecer, se (inaudível) vai ou não, independentemente de quem ta aqui quem não tá, se é (inaudível), isso gente, é o básico do que a gente tem que seguir. O inquérito ta tombado, eu fiz questão de falar assim, essa investigação tem que falar, tem que (inadivel) tudo que o Diretor-Geral ta falando é o que eu acredito.

Protógenes - Deixa eu só fazer uma ressalva...

Troncon ¿ Deixa eu concluir. Então olha só, o local do crime é aqui, pelo menos parte dele, (inaudível) o inquérito é tombado lá, então pô, tem que ter um alinhamento uma simetria completa com a chefia da delegacia, com a DECOR )Delegacia de Combate ao Crime Organizado), com o superintendente, com o DELFIM e comigo.  

Seqüência reunião (ouça a gravação aqui )

Protógenes - E até mesmo depois da academia eu não pretendo. Minha proposta é, eu fico até o final da operação, até o final... eu criei um problema para os meus colegas delegados, que é um grande problema, e acredito para você também, e aminha proposta é essa, permanecer minha vinculação no seu gabinete (Troncon) a sua disposição até o final desse trabalho, para não ficar aquela pecha que Brasília vem fazer operação nos Estados e deixa nos meio do caminho, as minhas nunca ficaram no meio do caminho, as minhas nunca ficaram e a exemplo dessa não vai ficar, mas eu não vou ficar presidindo, eu não pretendo presidir nenhuma investigação, ficaria ai no apoio de um trabalho (inaudível) coletando dados, analisando...

Troncon - Se eventualmente, dentro do desdobramento natural desse inquérito que se instaurou você conseguir concluir antes do seu período de ir para a academia sem nenhum problema, agora se não conseguir dentro da melhor técnica, falar não, isso precisa de, requer mais tempo, requer maior (inaudível) ai agente passa para algum colega. 


Veja também:

Leia mais sobre: Operação Satiagraha

    Leia tudo sobre: operação satiagraha

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG