Lei torna obrigatório "teste da orelhinha" em recém-nascidos

Exame faz o diagnóstico precoce de perda auditiva

EFE |

Uma lei publicada hoje (3) no Diário Oficial da União obriga todos os hospitais e maternidades públicas e privadas do Brasil a submeterem os recém-nascidos a um teste auditivo.

Segundo a norma, sancionada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, os centros médicos terão que realizar o conhecido como "teste da orelhinha" nos recém-nascidos, um exame gratuito para o diagnóstico precoce da perda auditiva.

As Emissões Otoacústicas Evocadas (EOAs) fazem parte de uma técnica utilizada nos primeiros dias de vida do bebê, realizada enquanto a criança está dormindo, e revela os resultados no momento da avaliação.

Os médicos recomendam que, caso a criança apresente sinais de perda de audição no teste, ela seja submetida imediatamente a uma avaliação completa.

    Leia tudo sobre: audiçãoteste da orelhinha

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG