Laudo de acidente com avião da Calypso sai em 90 dias

RECIFE - Os destroços do avião bimotor King Air B200, que caiu na manhã deste domingo no bairro de San Martin, no Recife, foram retirados com ajuda de caminhões e guindaste, nesta segunda. A Comissão Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes (Cenipa) tem 90 dias para apurar as causas da queda. Os corpos das duas vitimas, o piloto e um produtor da banda Calypso, foram enterrados ontem.

Redação com Agência Estado |

Acordo Ortográfico Os corpos das duas vitimas, o piloto e um produtor da banda Calypso, foram enterrados nesta segunda-feira. A aeronave transportava 10 pessoas, vinha de Teresina e caiu durante procedimento de pouso.

    Entre os feridos foram confirmados os nomes do co-piloto Bruno Carvalho Carneiro, de 29 anos; Helena Lúcia Ferreira, 40 anos; Luiz Augusto Nóbrega, 53 anos - um dos donos da casa de espetáculo Chevrolet Hall, no Recife -; e Eduardo Henrique Rocha do Ó, 35 anos, um dos donos de uma clínica de exames de imagem da capital pernambucana.

    AE



    O avião, que vinha de Teresina, no Piauí, para Recife, pertence a Chimbinha, compositor e guitarrista do grupo musical, que não estava a bordo. A banda Calypso realizou um show na capital piauiense no sábado. De lá, os integrantes do grupo seguiram de ônibus para Fortaleza, onde foram avisados do acidente. As informações são do Jornal da Tarde.

      Leia tudo sobre: acidente aéreomúsicaqueda

      Notícias Relacionadas


        Mais destaques

        Destaques da home iG