Laudo da digitalização do dossiê de gastos deve sair hoje

A Polícia Federal deve concluir hoje o laudo do primeiro lote de computadores usados na digitalização dos gastos da Presidência da República nos governos atual e anterior. A perícia dará as primeiras pistas sobre a autoria do dossiê sobre gastos do governo Fernando Henrique Cardoso, montado por servidores da Casa Civil da Presidência.

Agência Estado |

Com o laudo na mão, a PF intimará para depor, nos próximos dias, os seis servidores da Casa Civil responsáveis pela digitalização dos gastos. Os dados, digitados em planilhas de Excel, teriam sido usados na montagem do dossiê.

A oposição acusa o governo Lula de usar o dossiê para fazer chantagem política e impedir as investigações sobre gastos irregulares com cartões corporativos. Ontem a PF tomou os depoimentos de mais dois servidores da Casa Civil. Até agora foram quatro ouvidos, mas nenhum deles é considerado peça central do dossiê. O delegado Sérgio Menezes, encarregado do inquérito, acha que ainda faltam peças para a montagem do quebra-cabeças e anunciou que, na próxima semana, vai pedir à Justiça a prorrogação do inquérito por mais 30 dias.

Há duas semanas, a Polícia Federal apreendeu sete computadores usados na elaboração do banco de dados da Casa Civil. No último dia 18, mais seis computadores e um pen drive foram levados para a perícia. Esses equipamentos pertenciam aos seis funcionários suspeitos de participação direta na montagem do dossiê. Eles cuidavam do banco de dados com gastos tipo B (reembolsados a partir da apresentação de notas fiscais) da Casa Civil . Mas o laudo a ser fechado hoje envolve só o primeiro lote. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo .

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG